Courage - Reflexão

 
É curioso o que exige e não exige coragem. Quando estou no palco na frente de milhares de pessoas, não sinto que estou a ser valente. Pode requerer muita mais coragem expressar sentimentos verdadeiros a uma pessoa. Quando penso em coragem, penso no "Leão Covarde" do Feiticeiro de Oz. Ele estava sempre a fugir do perigo. Ele chorava frequentemente e tremia com medo. Mas ele compartilhava os seus sentimentos com aqueles que amava, embora ele nem sempre gostasse desses sentimentos. Isso exige coragem real, a coragem de ser íntimo. Expressar os sentimentos não é o mesmo que se desfazer na frente de alguma pessoa, é ser tolerante e verdadeiro para com o coração, o que quer que ele possa dizer. Quando tens a coragem de ser íntimo,sabes quem és, e estás disposto a deixar os outros verem isso. É assustador, porque sentes-te tão vulnerável, tão aberto à rejeição. Mas sem auto-aceitação, o outro tipo de coragem, o tipo que os heróis mostram em filmes, parece vazio. Apesar dos riscos, a coragem de ser honesto e íntimo abre o caminho para a auto descoberta. Oferece o que nós todos queremos, a promessa do amor.

Um comentário:

  1. Obrigada linda.... me segue la... ja te sigo a tempos... adoro seu blog...
    bjos...

    ResponderExcluir

• Comentários maldosos não serão aceitos
• Só comente se realmente tiver algo interessante a dizer.
• Keep Moonwalking and Keep Michaeling all